Publicado por: goretef | junho 11, 2008

Meio ambiente escolar – questões críticas

Flagrantes da aula-passeio sobre gestão escolar na perspectiva ambiental, feita por grupo de alunos do curso de Educação Ambiental, a esta escola de educação infantil – que aqui denominamos de EACG – que é pública e funciona há cerca de dez anos.

A escola possui 50% de sua área coberta e piso de cimento, e todo o restante em terra e arborizado. No pátio, funciona um campo de areia descoberto, para desenvolvimento de atividades extra-classe e educação física. Espaço insuficiente, haja vista a necessidade de melhor estrutura voltada para recreação e atividades didáticas dos alunos. Quanto à estrutura física, satisfaz às necessidades do momento. Possui salas amplas e arejadas, em bom estado de conservação. Por se tratar de uma  instituição pública, atende a um padrão arquitetônico usual no seu segmento. A cantina, na maioria  das escolas locais deste porte, divide espaço com o pátio, onde se faz distribuição da merenda. Na parte de trás, há uma área coberta de mato, onde deveria ser um portão, uma passagem, é fechada por pedaços de madeira.  Os alunos de EA obervaram a necessidade de se capinar o mato. Uma sugestão, seria planejar, juntamente com o corpo docente da instituição, uma ação de conservação do local, para que venha a se ter mais uma área útil e frequentada pelas crianças. A alimentação, por exemplo, poderia ser servida no interior de uma sala ou cantina, onde os educandos participassem da refeição, sentados. Para o grupo que efetuou a aula-passeio, seria oportuno realizar uma mobilização para sensibilizar e orientar aos pais  dos alunos e pessoas da comunidade circunvizinha sobre a necessidade de se reunirem com o corpo diretivo e docente para, conjuntamente, transformarem a escola num espaço mais confortável e adequado às brincadeiras das crianças. Todo trabalho deveria contar com o envolvimento e esforço dos educandos, no sentido de lhes mostrar, na prática, a importância de se dispor de um ambiente limpo e conservado. Daí, desenvolver um projeto coletivo, com co-responsabilidades, e todos os envolvidos bem motivados, a fazerem escolha do que consideram mais apropriado na ocupação do espaço, seja uma horta, um jardim ou outro plantio.

 

 

Referência: Trabalho realizado no âmbito da disciplina “Teoria Sistêmica e Gestão Escolar na Perspectiva Ambiental”.
Fotos: MGBC.

About these ads

Responses

  1. Apenas Mais um ponto que devemos sempre estarmos atentos!
    O Desenvolvimento humano!
    Preservamos nossas culturas e estarmos atentos para a internacionalidade e perdermos nossas indentidades como povos! Esperamos que aja uma compreensão necessária dos responsáveis técnicos e políticos para que haja uma política consciente
    Desenvolvimento humano e preservacao ambiental !

    http://www.uoha.com

  2. Sim, Uoha, temos alimentado, em larga medida, essa visão antropocêntrica. Contudo, não dá mais para negarmos que somos uma parte de um contexto de 30 milhões de espécies, muitas e muitas das quais, excepcionais. Somos também a biodiversidade.

  3. a eu também vou fazer uma pesquisa sobre meio ambiente escolar,mais com uma condição eu vou falar da minha própria escola.pois sabemos que pra fazer isso teremos que ter a liçença jestores ambientais e da direc,da minha cidade.ass:edson.cidade:bom jesus da lapa.estado:bahia.

  4. ora em que escola…?


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: